Dando aulas de Yoga na Austrália

Em 2013 estive na Índia onde passei 2 meses estudando Yoga. Quando estava no Ashram de meu guru Swami Dayananda, participando das aulas me dei conta de como o meu inglês era ruim e que precisava definitivamente fazer algo pra melhorar. Se eu quisesse continuar estudando precisava primeiro aperfeiçoar o inglês para então me aprofundar ao estudo. Eu já tinha feito vários cursos mas faltava algo, foi então que decidi me mudar pra Austrália, para viver uma nova cultura e aprender de forma intensa a língua inglesa.

Quando me mudei eu já ensinava Yoga à 8 anos e definitivamente queria continuar dando minhas aulas pois não faria sentido nenhum parar de trabalhar com o que mais amo, então a primeira coisa que fiz foi descobrir como trabalhar de forma legal com Yoga sendo reconhecida.

Confesso que dei muita sorte, pois minha primeira casa era do lado de um studio de Yoga, um studio de uma brasileira muito querida que morava aqui à anos, ela me acolheu, me deu espaço pra trabalhar e ainda me ensinou o passo a passo para me legalizar. Desde então já estou aqui dando aulas a 2 anos, totalizando 10 anos ensinando Yoga :)

Ultimamente tenho recebido alguns e-mails de professores me perguntando como é dar aulas aqui, então resolvi escrever esse artigo pra ajudar ao novos instrutores que estão chegando na Austrália.

Primeiro gostaria de lembrar que se você ainda não é professor de Yoga e gostaria de ser, melhor ler o artigo Profissão: Professor de Yoga pra entender melhor como é dar aulas, e depois seguir o passo a passo para se legalizar fora do país.

Diferentemente do Brasil, aqui pra começar precisamos de 3 coisas básicas:
1- First aid
2- CPR
3- Insurance

1. First aid – É um curso de primeiros socorros, por lei você tem toda a responsabilidade sobre as pessoas que estão dentro da sala de aula, se por ventura alguém se sentir mal você deverá socorrer. O curso é feito em um dia, 8 horas de duração e o certificado chega em uma semana. Nesse curso portanto você aprende as regras básicas de primeiros socorros. O curso custa em média $100 (dólares) e tem validade de 3 anos.

2. CPR – A famosa respiração boca a boca! Mais uma vez você é obrigado a tentar ressuscitar um aluno em caso de qualquer acidente. Negar socorro é crime! O curso de cpr é teórico/prático e você tem que provar no curso que tem condições físicas pra aplicar o CPR. Custa em torno de $50 e a carteirinha também é enviada no prazo de uma semana. Esse curso tem validade de 1 ano, ou seja, deve ser refeito todo ano!

3. Insurance – Seguro! Sim, sabe aquele seguro pro carro ou pra casa que você faz no Brasil? Aqui quase que todas as profissões autônomas devem ter seguro. Ele é especifico para cada área, no caso do Yoga o valor varia de $300 a $500 por ano e ele cobre qualquer acidente que ocorra na prática de Yoga dentro da sala de aula. Mais uma vez somos responsáveis pelos alunos, e o seguro é a melhor maneira de se precaver em caso de acidentes.

Depois de tirar o first aid, cpr e o insurance você está parcialmente pronto, digo parcialmente pois você precisa agora ter um certificado reconhecido internacionalmente. Caso você faça seu curso de formação por aqui, assim que se formar já recebe o certificado e está 100% autorizado a dar aulas.

No meu caso como já vim formada do Brasil precisei comprovar a minha certificação, para isso a melhor maneira é se juntar a uma afiliação, como por exemplo a Aliança do Yoga no Brasil, aqui nos temos o Yoga Austrália, que é um órgão que regulamenta a profissão. Se eu não tenho um certificado Australiano o Yoga Austrália é quem pode validar minha profissão.

Para essa validação inicialmente eu tive que fazer uma tradução juramentada de todos os certificados, os mesmos foram enviados ao Yoga Australia junto com documentos que provaram que eu já tive uma escola de Yoga no Brasil assim como também mais de 20 depoimentos de alunos que praticaram comigo anteriormente (eles são bem rigorosos). Cada tradução custa em torno de $40 e para se afiliar ao Yoga Australia inicialmente você paga uns $250,00 e depois mensalidade anual de $120.

Eles dividem os professores em 3 blocos, Level 1 (250 horas), Level 2 (500 horas) e Senior (acima de 1000 horas), de acordo com todos os meus certificados e anos de ensino fui qualificada em Senior, mas todos os três te dão autonomia pra ensinar.

FullSizeRender (27)

Pronto! Depois de todos essas etapas eu já podia dar aulas legalmente! Vale lembrar que isso não me habilita a dar aulas na rua, em parques ou praias, o que é estritamente proibido aqui. Caso queria dar aulas ao ar livre sendo remunerada preciso de uma autorização do governo assim como também pagar imposto para o mesmo. O não cumprimento dessa lei gera uma multa altíssima. Já em studios, escolas ou academias está liberado! Passando por esse processo você não corre o risco de ser preso ou multado por trabalhar ilegal fora do seu país.

Respeite o dharma! Faça a coisa certa!

Espero que possa ter ajudado! Se está de mudança e precisa de mais alguma informação me escreva, ou comente abaixo!

Namaste
Patrícia de Abreu Burgo

11 Responses to “Dando aulas de Yoga na Austrália”

  1. Gostei muito da matéria, muito interessante é explica muito bem… queria ter noção de valores…

    Responder
    • Jaya Yoga

      Olá Paula, tudo bem? Eu coloquei os valores em dólares de todo o processo pra dar aulas aqui. Quais valores você gostaria de ter noção? Namaste

      Responder
  2. olá, gostaria de uma indicação de espaços para formação em yoga na Australia.. gostaria de passar um tempo para aperfeiçoar o ingles e conciliar um curso de yoga.

    Responder
    • Jaya Yoga

      Olá Vanessa, tudo bem? Pra qual cidade está vindo morar na Austrália, o país é muito grande é pra fazer uma indicação primeiro é melhor saber qual região vai morar. namaste

      Responder
  3. Marilia santos da cunha

    Ola Patricia! E como é o retorno ai? Tem demanda de publico. Eu penso em ir para Sydney.

    Responder
    • Jaya Yoga

      Olá Marilia, tudo bem? Sempre digo que há espaço para todos, mas existe sim muita concorrência. Faça o que ama sem pensar no retorno e não terá problemas.

      Responder
  4. Daiane Da Rosa

    Amei o artigo! Vou iniciar o curso aqui no Brasil para ir lara sidney dar aula, o que acha sobre os valores pagos por hora ao professor iniciante, da para se manter?

    Responder
    • Jaya Yoga

      Oi Daiane, tudo bem? Não dá pra se manter não, infelizmente! Nem pra iniciante, nem pra ninguém. Imigrantes aqui tem outros empregos também e se o seu inglês não for bom normalmente vai trabalhar nos chamados subempregos, limpando, arrumando e ajudando na cozinha. Boa sorte. Namaste

      Responder
  5. Olá, bom dia Patricia! Vou terminar meu curso de instrutora de yoga em outubro desse ano! Gostaria de saber em qual cidade você mora ai na australia e se você sabe se é fácil arranjar um emprego com instrutora de yoga? Você entrou com o visto de estudante por causa do curso de inglês que foi fazer ? Muito obrigada =)

    Responder
    • Jaya Yoga

      Oi Alessa, tudo bem? Eu tenho visto de estudante sim, e recebi indicação para dar aulas no studio em que trabalho. É um pouco difícil arrumar trabalho nessa area aqui… moro em Gold Coast e é uma cidade relativamente pequena. Temos em torno de 400 professores de Yoga aqui devido aos cursos de formação, então pouca gente e muito instrutor. Cidades maiores sempre tem mais possibilidades mas em qualquer lugar existe espaço pra todos. Boa sorte.

      Responder
  6. Carla Maria Gagliardi

    Você sabe onde eu poderia fazer um curso de Yoga em Sydney? E tem quanto tempo de duração. Nunca dei aula de yoga, mas gostria muito de começar. Obrigada.

    Responder

Deixe seu comentário