A Ansiedade é um dos transtornos que mais crescem no mundo. Quão ansioso você é?

Você provavelmente conhece alguém assim. Talvez você seja alguém assim. Projeta expectativas demais no futuro, revive constantemente o passado, agita-se com pequenos imprevistos do dia-a-dia e não conseguem tratar de forma simples e objetiva uma situação repentina. Essa é uma breve descrição de uma pessoa ansiosa, alguém que pode estar nesse instante bem ao seu lado.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) quase 40% da população mundial sofre de ansiedade. Esse é um dos transtornos que mais crescem no Brasil e no mundo e a procura por ajuda raramente acontece quando os sintomas ainda são brandos.

Os níveis de ansiedade variam bastante e as formas de tratamento também. Por isso, é preciso se cuidar.

A ansiedade surge de diversas formas e pode ser até mesmo um fator genético. O que provoca o start dos sintomas é impossível prever, mas eles geralmente vêm acompanhados por uma situação improvável, sono agitado, pensamentos desordenados, insegurança, problemas familiares e experiências novas como um novo trabalho ou o casamento.

Em casos como os citados acima, o tratamento pode acontecer de uma forma bem natural. Uma música relaxante antes de dormir, a ingestão de suco de maracujá e chá de camomila, uma boa massagem e praticar meditação podem aliviar e até mesmo eliminar esses primeiros sinais de que as coisas não vão bem.

Uma sugestão para quem deseja se livrar de vez da ansiedade é o e-book Livre-SI do Stress, escrito por Simone Las Casas e baseado em anos de estudo sobre o assunto. O download e gratuito e o link para o conteúdo é: cursos.siwithyou.com.br/ebook-livre-si-do-stress/

Mas, a ansiedade também pode ser avassaladora e um tanto cruel. Subestimada por décadas, a ansiedade em alto nível pode inviabilizar a vida social e a profissional, além de causar dores físicas e emocionais.

Os gatilhos que desencadeiam a ansiedade são muitos, os tipos dela também. Com o avanço da medicina descobriu-se que a ansiedade pode desencadear doenças como fobias e alguns tipos de transtorno – do pânico, obsessivo-compulsivo, de estresse pós-traumáticos, de ansiedade social ou de ansiedade generalizada, por exemplo.

Nesses casos é preciso procurar a ajuda de um profissional da saúde e começar imediatamente um tratamento adequado.

Precisamos entender que aquele aperto no coração e a angustia que sentimos durante um almoço de trabalho não é normal, tampouco saudável. A necessidade incessante de resolver um pequeno problema que não sai da sua cabeça não é a melhor forma de lidar com ele. Projetar a sua vida no futuro ou reviver situações do passado que não terminaram da forma como você gostaria não é ser feliz.

Sempre que sentir que está perdendo o controle de suas emoções pare por alguns minutos, respire ou medite de forma consciente. Concentre sua vida e suas energias no momento presente, para desfrutar o terreno do hoje, para semear coisas boas e atitudes positivas.

A vida está acontecendo agora, entenda que se você ainda não encontrou o seu equilíbrio e a sua verdadeira felicidade ainda há tempo! Não aceite uma vida de ansiedade e stress, você pode ir muito além!

Simone Las Casas 

Deixe seu comentário