Dominando o estresse através da consciência

silascasas-432

Qualidade de vida é diretamente proporcional as escolhas que fazemos no que diz respeito ao estilo de vida que levamos. Isso significa que você é o único responsável pela vida que leva e, portanto, empoderado de si mesmo, deve levar em consideração questões como a sua saúde física, mental, emocional e espiritual.

Vivemos uma sociedade doente. Chocante ou não, esse fato é incontestável. Cada vez mais apressados, acelerados, descontrolados! Estes são apenas um dos efeitos do estresse devastador que acomete cada vez mais pessoas por diferentes razões.

O que provoca um quadro de alto nível de estresse em uma pessoa é pessoal e relativo, mas não é difícil entender porque cada vez mais cresce o número de indivíduos que estão emocionalmente doentes. Vivemos a cultura do ego, do material, do físico. Somos valorizados pelo que possuímos e nos desconectamos do que é verdadeiramente importante: a essência e a energia. E as consequências dessa desconexão são profundas e dolosas.

Nos tornamos, por impulso e de forma inconsciente, alheios a atuação do estresse no corpo. Perdemos a capacidade de nos conscientizar sobre quem somos, sobre o nosso propósito aqui, a relação fundamental entre corpo e mente e acabamos em uma briga interna sem fim até que um quadro grave externe toda a nossa dor interna em forma de uma doença preocupante.

Portanto, como devemos lidar com o estresse em nossa vida?

Antes de mais nada adianto que eliminar completamente o estresse de sua vida será uma luta em vão. Estressores estarão sempre presentes, independentemente do ambiente em que você esteja. O grande segredo é saber o quanto você permite que eles tomem conta da sua mente e de que forma você pode controlá-lo para que atue a seu favor.

Por definição, o estresse é algo que provoca tensão mental ou emocional. Um estressor pode existir fora do seu corpo ou dentro de sua mente. Além disso, o que é um fator estressor para mim não necessariamente será para você. Nós escolhemos permitir ou não que o estresse prejudique nossa vida, nosso trabalho, relações pessoais e planejamentos futuros.

É preciso e possível dominar o estresse através da consciência.

Quando um estímulo estressante está presente, a mente processa esse estímulo e provoca uma resposta neural. Através de uma centena de processos neurais e reações hormonais, a resposta ao estresse se manifesta em uma reação física onde as glândulas, órgãos e tecido muscular se tornam ativadas. Esta resposta ao estresse é fundamental para situações de emergência, permitindo ao corpo reagir rapidamente e retirar-se deste ambiente. Em ambientes de alta tensão, a frequência cardíaca é elevada, o sangue é desviado para os músculos de órgãos, e respiramos de forma alterada. Uma vez que o estressor é removido, o corpo volta ao estado de equilíbrio.

Como mencionado, não se pode eliminar o estresse completamente. Em vez disso, podemos tomar consciência da presença dele e controlar nossas ações e pensamentos com a práticas de algumas técnicas de reconexão e reconhecimento do corpo e da mente como silêncio, reflexão interior e a observação.

Quietude, reflexão e observação

Através dessa prática podemos cada vez mais nos desligar do fluxo incessante de pensamentos e, ao invés de participar de uma conversa mental, apenas observá-la. A capacidade de observar nos proporciona uma consciência imensa sobre as respostas físicas que estão ligadas aos pensamentos que carregamos. Dessa forma, se distanciando do pensamento para então observá-lo, você será capaz de analisar a situação diante de você e se perguntar: Por que estou tendo essas emoções negativas e a cascata de esforço fisiológico quando ele não tem relevância no presente?

Começar a observar a mente e reconhecer os estressores não é tão simples diante da materialidade na qual estamos presos, mas o primeiro passo para a relação intensa e real consigo mesmo pode também começar com o seu corpo físico. Atividades físicas regulares ou práticas como o yoga são uma excelente forma de começar. Reconecte-se com as sensações do corpo, observando como o corpo se sente cheio de energia e livre com o movimento.

Outra prática muito recomendada são sessões de massagem regulares para que o físico tome consciência de onde está a dor no corpo, qual a localização do estresse. Soltando e liberando pontos específicos no corpo, liberamos energia estagnada e até mesmo pensamento obscuros.

Energia ruim, dores de cabeça, tensão muscular, má postura, respiração superficial e má digestão se tornam sinais claros e evidentes de que mudanças precisam ser feitas. Nós desenvolvemos uma poderosa sensibilidade ao esforço físico causado pelo estresse e começamos a abordar formas de reduzir a ocorrência dessas respostas. A medida que podemos tomar consciência através do corpo físico, podemos começar a incorporar sessões regulares de silêncio. Sentamos em meditação, não esperando nada da quietude, simplesmente observando a diferença entre o pensamento e a observação.

Tudo é gradual e contínuo e como eu disse, depende de você! A medida que a observação do seu corpo físico e da sua mente cresce, você expandirá seus horizontes e entenderá que é capaz de explorar várias mudanças de estilo de vida em todos os ambientes: trabalho, escola, em casa e nos relacionamentos.

Dessa forma, natural e espontaneamente, você se torna dono de si mesmo, controlando suas emoções e reações. Foque sua atenção nas coisas que promovem bem-estar e afastará naturalmente dos pensamentos e ações que geram estresse.

Simone Las Casas

One Response to “Dominando o estresse através da consciência”

  1. Luciana de Medeiros Ruiz

    Ótima reflexão e conscientização desse mal que nos acomete a cada dia: stress e principalmente estressores! Obrigada pelo ensinamento!

    Responder

Deixe seu comentário