INTRODUÇÃO À MEDITAÇÃO COM UM GUIA EM 4 PASSOS

A meditação é um tema cada vez mais presente em nossa sociedade, não há quem não se interesse por essa prática após tomar conhecimento das recentes comprovações científicas sobre sua eficácia na prevenção e no auxílio ao tratamento de diversos males físicos e mentais.

Algumas pesquisas ainda mostram [e quem medita provavelmente já verificou] que meditar torna a mente mais eficiente: da facilidade de aprender coisas novas a um melhor desempenho na execução de tarefas variadas devido ao aumento da concentração e da velocidade de raciocínio. Sem contar no que há de mais precioso nessa atividade: a descoberta de uma paz sempre disponível independente de quaisquer circunstâncias.

Apesar de muito associada ao Budismo, a meditação já existia anteriormente como parte essencial do yoga onde se apresenta de diferentes formas, cada uma com um propósito e um momento específicos para serem implementadas e se trata de uma atividade que não começa no momento em que se senta e fecha os olhos.

Ela parte da reflexão e observação no dia-a-dia de valores éticos, passa por uma alimentação equilibrada, inclui a prática das posturas e dos exercícios realizados por meio da respiração e também se desenvolve à medida que se aprofunda a compreensão da mensagem do corpo de conhecimento que embasa o estilo de vida de yoga.

No entanto, existe uma forma básica, bastante simples e eficaz que pode ser iniciada a qualquer momento e que certamente lhe trará uma paz e uma clareza que irão permear positivamente todas suas ações e relações.

Tenho ensinado esse método inicial aos meus alunos em 4 passos de modo que fique fácil de assimilar para que possam praticar também por conta própria. Segue as orientações para que eles possam ter como base de reforço e para todos que acompanham o blog possam começar, em especial àqueles que pensam não ser capazes de meditar.

Guia em 4 passos

1. ACOMODAÇÃO. Na posição escolhida, de pernas cruzadas ou sentado em uma cadeira, feche os olhos e reserve aproximadamente 1 minuto para acomodar seu corpo: equilibrando estabilidade e conforto. A coluna deve estar ereta e a cabeça numa posição neutra com o queixo paralelo ao chão. Acomode também as sensações de calor ou frio e os estímulos externos; sempre haverá sons, aceite a presença deles.

2. RELAXAMENTO. Em seguida, por aproximadamente mais 1 minuto, dedique-se a aprofundar o relaxamento evitando modificar a posição já acomodada. Então relaxe, solte, descontraia, sobretudo suas pernas e o seu rosto, irradie o relaxamento para os olhos, os olhos relaxando o cérebro também relaxa…

3. LIBERAÇÃO. No próximo minuto, abra mão do controle dos movimentos internos, dos pensamentos e das emoções e também da sua respiração. Deixe-os livres. Deixe de lado o autojulgamento, deixe os fatos serem fatos e assuma uma perspectiva contemplativa, a mesma que você assume diante de um belo pôr do sol ou de um céu estrelado.

4 . PROPÓSITO. Estabeleça o propósito de observar o ritmo natural da sua respiração enquanto conserva os passos anteriores. Mesmo que a respiração fique curta por conta do relaxamento, evite respirar fundo, apenas observe a respiração acontecendo independente de sua vontade. Não lute com sua mente, caso algum pensamento te leve para “passear”, ao perceber, pacientemente volte para a respiração. Conserve esse propósito por aproximadamente 2 minutos.

Se não está acostumado a meditar, sugiro que comece com esses 5 minutos e que aumente progressivamente e sem exagero o tempo do 3° e do 4° passos. Mas sempre fazendo menos que você ache que conseguiria, de modo que esse seja um momento agradável e ao finalizá-lo fique uma vontade de fazer de novo.Dessa forma, ao invés de decidir parar para meditar, a meditação que irá lhe chamar para este momento de encontro consigo mesmo em paz e satisfeito.

Quem fizer essa meditação por 30 dias, de preferência na parte da manhã, além de obter ótimos benefícios, ao fim desse período, está convidado a entrar em contato para que lhe envie os próximos passos.

Boa meditação!
Harih Om
Gilberto Schulz

Publicado originalmente no Yoga em Casa

One Response to “INTRODUÇÃO À MEDITAÇÃO COM UM GUIA EM 4 PASSOS”

Deixe seu comentário