Fixando a chama da vela

Sinopse: A fixação ocular é essencial para aumentar a concentração e a força de vontade. Também treina a visão, para conseguir enxergar auras e chakras. Olhando para a chama da vela, você irá descobrir mais coisas do que pode imaginar…

Antes de iniciar esta prática coloque uma lamparina ou uma vela acesa diante de si, de forma que a chama fique exatamente na altura dos seus olhos. Estando muito alta ou muito baixa, criará desconforto. Primeiramente, ajuste a sua posição de forma que você fique a um braço de distância da chama da vela. Feche os olhos. Sua mãos estão em jñāna mudrā sobre os joelhos. Confira o conforto e a estabilidade da sua posição sentada. Inspire profundamente e vocalize o mantra Om durante sete fôlegos.

Abra os olhos. Olhe para o centro da chama. Para o pavio. Olhe diretamente para o centro da chama. Para a língua de fogo. Não feche os olhos. Não pisque. Relaxe os olhos. Quanto mais você conseguir relaxar os olhos, mais fácil fica. Quanto mais você se esforçar para não piscar, mais difícil fica. Fixe o olhar no topo do pavio, no meio da chama. Focalize a atenção na chama. Concentre-se. Não há nada além dela. Se sentir muita necessidade de pestanejar, faça-o. Mas só se for realmente uma necessidade imperiosa. Na media do possível, olhe fixamente para a chama, sem piscar. Tente atravessar o centro da chama com a sua visão. Concentre-se. Fixe a visão na chama. Permita que a chama atraia o seu olhar, como o imã atrai a agulha. Sinta como a sua atenção e o seu olhar são atraídos pelo fogo.

Depois, feche os olhos. Preste a atenção à imagem que você percebe com os olhos fechados. Se você perceber a imagem da chama, concentre-se nela. Se não conseguir vê-la, não se preocupe. Apenas preste atenção ao que acontece diante dos seus olhos fechados. Seja testemunha. Não se envolva com as percepções que possam surgir. Veja-as como se estivessem acontecendo fora do seu corpo. Como algo externo, alheio. Mantenha-se alerta. O que acontecer perante seus olhos, deve ser apenas observado. Não reprima nada.

Agora abra os olhos e novamente fixe o olhar na chama da vela. Concentre-se no centro da chama. Relaxe os olhos, mas não pestaneje. Sinta a atração magnética da chama. Não há nada além da chama. Absorva totalmente na contemplação da chama. Procure atravessar o centro da chama com a visão. Consciência total na chama. Atenção absoluta.

Agora feche os olhos. Novamente, fixe a atenção na impressão que a imagem da chama deixou em suas retinas. Se você não conseguir vê-la, concentre-se no espaço vazio frente aos seus olhos fechados. Permaneça atento ao que acontecer nesse ponto. Seja testemunha. Seja observador. Não se envolva com as percepções. Apenas observe. Nada mais. Continue concentrando-se na imagem da chama. Se você perceber imagens ou visões, observe-as como se estivesse assistindo um filme. Não interfira nem se comprometa com as imagens. Apenas observe.

Abra os olhos. Focalize por última vez a visão na chama da vela. Olhe para o centro da chama. Olhe para o coração da chama. Não pestaneje. Mas procure manter os olhos relaxados. Lembre-se que quanto mais você conseguir relaxar os olhos, mais fácil fica. Quanto mais você se esforçar para não piscar, mais difícil será. Se não se esforçar demasiado, será mais fácil. Focalize a atenção na chama e em mais nada. Olhe no coração da chama. Coloque toda a sua atenção no coração da chama. Não há nada além dela. Concentração total na vela.

Agora feche os olhos. Permaneça observando a imagem que a chama deixou impregnada em sua retina. Se não conseguir enxergá-la, coloque a sua consciência no espaço atrás dos olhos fechados. Observe-se. Seja testemunha. Não interfira. Apenas isso. Lembre-se de não se apegar às imagens que possam aparecer. Apenas observe.

Aqui conclui o trātaka. Mantenha os olhos fechados. Faça novamente a vocalização do mantra Om durante cinco fôlegos. Concentre-se e procure sentir a vibração do Om. Sinta o Om originando-se no coração e preenchendo o seu corpo inteiro. Cada célula do corpo vibra com o Om. Om Om Om Om Om

Por Pedro Kupfer

Retirado do livro Yoga Prático
Tempo: 30 a 40 minutos
Nível: básico a intermediário

Deixe seu comentário