Adhomukha śvānāsana – Postura do cachorro olhando para baixo

deemoi(adho = para baixo, mukha = rosto, face, svāna = cachorro; postura do cachorro olhando para baixo)

– Inicie o Adhomukha śvānāsana a partir do chão, ou do ūrdhva mukha śvānāsana.

– Observe como, ao entrar nessa postura, naturalmente surgem os bandhas da parte inferior do tronco.

– As plantas dos pés estão paralelas entre si, afastadas na largura do quadril.

– Os arcos dos pés estão ativos e elevados.

– As pernas estão estendidas ou um pouco flexionadas, caso você perceba que seu cóccix fica apontando para a parede de atrás das suas costas.

– Perceba os pontos de contato e a pressão das mãos no chão, que deve ser uniforme. Não afaste demasiado os dedos para não perder força, nem os deixe próximos demais.

– Mantenha os metatarsos dos pés e os metacarpos das mãos firmes no chão.

– Observe se as patelas estão elevadas, percebendo as espirais de energia ascendendo ao longo das pernas, a partir dos pés, e de fora para dentro.

– O cóccix aponta para o encontro entre a parede e o teto, atrás e acima, e não apenas em direção vertical. Assim, você evita comprimir as vértebras lombares, ou sobrecarregar ou machucar seus ombros.

– Verifique se os processos espinhosos da região lombar estão para dentro. Alongue o grande dorsal.

– Priorize o encaixe da parte superior do tronco. Se for preciso, mantenha os calcanhares elevados ou flexione um pouco os joelhos.

– Cuide para que haja espaço entre o queixo e o esterno. Evite tencionar a garganta.

– As escápulas ficam apontando para a parte inferior do tronco, abertas.

– Os ombros e o quadril ficam paralelos ao chão.

– Respirando nas costelas posteriores e laterais ative o músculo serrátil, de maneira a recolher o umbigo em direção as vértebras dorsais.

– Mantenha a compressão da língua no alto do palato mole (khecharī mudrā) e coloque a atenção na garganta enquanto escuta o som da sua respiração sussurrante (ujjayī).

Por Pedro Kupfer

Imagem: @deemoi

Deixe seu comentário