O Lugar do não saber

 

“Muitas vezes nos sentimos tão longe de casa, do amor,
das respostas , dos ‘amanhãs’ que secretamente desejamos tudo isso
Nos sentimos muito longe da vida …

Mas a vida nunca está longe.
A vida nunca pode estar distante.
A vida é sempre aqui, onde estamos,
e somos inseparáveis de sua exibição brilhante de sua luz e sombra.

Não há urgência.
O verão não se apressa para o outono.
Uma pequena folha de grama não está tentando crescer
mais rápido do que a do seu vizinho.
Os planetas giram preguiçosamente em suas órbitas.
Este universo antigo não tem nenhuma pressa.

Mas a mente, o sentimento tão dividido a partir da totalidade,
quer respostas agora, quer soluções hoje, quer desesperadamente saber.
Ela quer atingir suas próprias conclusões.
E, finalmente, estar no controle
das coisas.

Mas você não é a mente.
A mente é um aspecto do Todo, mas não pode compreender o Todo…

Então, devagar, amigo.
Tome uma respiração profunda e consciente.
Confie no lugar onde você está, o lugar do “sem respostas ainda”,
o lugar precioso do não saber.

Este lugar é sagrado, pois é 100% vida.
É cheio de vida, saturado com a vida, gotejando… vida.
Não tente se apressar para a próxima cena do filme do pequeno ‘eu’ .

Seja aqui, nesta cena, agora,
a única e verdadeira cena que existe.

O Agora é o lugar onde as perguntas descansam
e as respostas crescem,
em seu próprio tempo.”

Jeff Foster

Deixe seu comentário